Alguém tem uma boa definição para Cloud Computing?

Quando pesquisando para escrever o livro sobre Cloud Computing descobri que existem dezenas de definições diferentes. É um paradigma ainda em evolução e portanto nada mais natural que suas definições ainda não estejam bem claras. Aliás, na computação em nuvem, suas definições, atributos e características, bem como as suas tecnologias de sustentação ainda vão evoluir muito e se modificar com o tempo.

 Já vivemos isso antes. Basta olhar para a Internet em 1999, dez anos atrás. Alguém imaginava que ela seria como hoje? Tivemos a fase de empolgação, o estouro da bolha, a descrença e agora vemos que ela é a base das comunicações do planeta. Mas, ninguém imagina mais um mundo sem a Internet.

 Mas, voltando a Cloud Computing. Aliás, o termo em português que eu adoto é Computação em Nuvem, embora também vejamos  outros termos como Computação nas Nuvens ou Computação na Nuvem…De qualquer maneira, é um ecossistema que compreende vários modelos de negócio, centenas de fonecedores e diferentes nichos de mercado. É um paradigma bem abrangente e muito mais amplo que simplesmente infraestrutura como serviços.

 Querem um exemplo? Bem, como modelos de serviços, além de infraestrutura como serviços  (IaaS), podemos ter também Platform-as-a-Service (PaaS) e Software-as-a-Service (SaaS). Além disso, se olharmos pelo prisma dos modelos de entrega, as nuvens podem ser públicas (as mais conhecidas, como a nuvem do Google ou Amazon), mas também privadas (operada por uma única empresa), comunitárias (compartilhadas por um conjunto de empresas) ou híbridas (um mix de nuvens públicas e privadas).

 Indo mais além…Uma “cloud” ou “nuvem” é um conceito abstrato e portanto não se compra como um produto. É construída. E para construí-la precisamos de muito mais esforços em serviços que só adqurindo tecnologias.  Como o ecossistema que envolve Cloud Computing é amplo, surgem diversos fornecedores com definições diferentes e muitas vezes discrepantes entre si. Rotular seus produtos e serviços como Cloud é hoje uma ação comum de marketing. Qualquer produto ou serviço hoje é “cloud”…Um simples hosting de servidores passa a ser chamado de oferta de Cloud Computing!

 Enfim, hoje ainda temos muito mais interesse que ações ocorrendo no mundo da Computação em Nuvem. Mas, à medida que os conceitos forem se firmando, as tecnologias evoluindo e os casos de sucesso se disseminando, mais e mais veremos as ações se concretizando.

 Adotar o conceito de nuvem é uma trilha a ser perecorrida passo a passo. É uma evolução gradual, não se acorda em “nuvem” de um dia para o outro. O primeiro passo? Entender os conceitos e separar o que é puro hype da realidade. Cloud Computing não é hype, tem substância.

2 Respostas to “Alguém tem uma boa definição para Cloud Computing?”

  1. Anderson Rodrigo Says:

    Olá Cezar,

    Segue uma contribuição na definição de cloud computing. Creio que eu esteja correto….

    – Uma volta ao antigo terminal TN3270 só que agora o acesso será somente via browser com suas funcionalidades e recursos atuais;

    – Recursos tais como processador, memória e disco não serão tão necessários nos dispositivos físicos de acesso pois serão oferecidos pela nuvem computacional;

    – Oferecer alta disponibilidade de acesso através da utilização dinâmica de serviços : software (SaaS), plataforma (PaaS) e Infraestrutura (Iaas);

    – Pay-per-use. Controle será feito pela flutuação na utilização de recursos não havendo mais limite para o processamento de um determinado workload, assim como também, ociosiedade na utilização desses recursos;

    – Monitoria de recursos passa a ser muito importante tanto para mensurar utilização, ociosiedade e custo financeiro de um determinado modelo de nuvem computacional (hybrid, private, public,…);

    – Interoperabilidade : qualquer aplicação poderá ser executada em qualquer sistema operacional e em qualquer plataforma;

    – Novos desafios profissionais para o pessoal de TI no que tange em migrar uma infraestrutura atual para uma infraestrutura em cloud computing;

    Inclusive creio que esse último item poderia fazer parte de um debate a parte. O que acha ?? 😉

    Abs,
    Anderson Rodrigo

  2. Vinicius L. Azevedo Says:

    Realmente o termo Cloud Computing é um tanto confuso, principalmente por ser novo. Há meses atrás, aqui em nossa empresa, eu e meus colegas discutíamos exatamente o que significava uma computação nas nuvens e se poderíamos adicionar esta característica na nossa propaganda do eGestor.

    Enquanto uns defendiam que qualquer serviço oferecido pela web, seja webmail, o docs do Google ou nosso sistema de gestão, era cloud, pois o usuário deixa seus dados online e pode acessá-los de qualquer máquina. Outros já defendiam o cloud como sendo a união de várias máquinas, porém, mais ligado a idéia de cluster do que pensando na virtualização.

    Na época o sistema era hospedado em um servidor dedicado, mas agora já foi migrado para um virtualizado, onde podemos fazer (inclusive já fizemos) melhorias, principalmente na RAM (o que deixou o sistema fora do ar por apenas 10 minutos, durante a noite).

    Mas devido a complexidade do termo, não costumamos utilizar especificamente o termo como força de venda e sim seus benefícios.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: