Cloud Computing e Open Source: pura sinergia!

Em uma das minhas várias palestras sobre computação em nuvem, me fizeram uma pergunta interessante, que gerou um bom debate e gostaria de compartilhar minha opinião pessoal sobre o assunto com vocês. A pergunta foi “com a crescente popularização do modelo SaaS (leia-se Cloud Computing) como fica Open Source?”.

 Na minha opinião, o modelo SaaS já está saindo do “se” para “como”, impulsionado até pela crise de crédito, quando as empresas procuram trocar capex (capital expenses) por opex (operating expenses).

 Na prática, SaaS e Open Source  compartilham o mesmo modelo econômico, de baixo custo de capital e custos operacionais variáveis. Isto gera sinergia entre ambos os modelos e um impulsiona o outro. Os mesmos argumentos que atraem os usuarios para o Open Source são usados pelos provedores de softwares como serviços. Que argumentos são esses? Simplesmente não haver necessidade de aquisição prévia de licenças de uso antes de usar o software. No SaaS voce paga pelo que consumiu de recursos. No Open Source, o software também é visto como serviços e as receitas das empresas envolvidas neste setor são obtidas por serviços prestados, como por exemplo, empacotamento e distribuição de um conjunto de softwares, como uma distribuição Linux.

 A computação em nuvem é um acelerador do Open Source. A combinação de uma infra-estrutura “pay-per-use” associado com uso de softwares abertos vai reduzir significativamente as necessidades de capital e os custos de desenvolvimento de aplicações, e acelerar o time to market. É um cenário que vai permitir às pequenas e médias empresas entrarem mais rapidamente no mundo da Tecnologia da Informação. Portanto, para mim, acho que Open Source e Cloud Computing vão criar um interrelacionamento e gerar sinergias, um impulsionando o outro. O resultado final será um outro modelo computacional, que vai mudar em muito o  atual cenário da indústria de TI.

 Após o debate, aproveitei para reler alguns pedaços do livro “A Cauda Longa” de Chris Anderson e comecei a pensar na relação deste conceito com a atual transformação da indústria de TI, com o crescente interesse pelo Open Source, SaaS e Cloud Computing.

 O conceito de Cauda Longa propõe que determinados negócios podem obter uma parcela significativa de sua receita pela venda cumulativa de grande numero de itens, cada um dos quais vendidos em pequenas quantidades. Isto é possível porque a Internet abre oportunidades de acesso que antes não existiam. É um modelo diferente do mercado de massa, onde poucos artigos são vendidos em quantidades muito grandes. Na indústria de livros, música e de mídia faz todo o sentido. Por exemplo, a Amazon reporta que parcela signficativa de sua receita vem de produtos da Cauda Longa que não estão disponíveis (e jamais estariam) nas livrarias tradicionais, limitadas pelos caros espaços físicos das lojas.

 E como Open Source, SaaS e Cloud Computing vão afetar a indústria de  TI? Nestes modelos, o custo de capital é substituído por custos operacionais.

 Softwares que tem seu projeto de desenvolvimento cerceado pelo pequeno tamanho do seu mercado potencial (seu custo de produção não gerava retorno financeiro suficiente) podem agora, se desenvolvidos em Open Source e operados em nuvens computacionais, entrar no mercado. Os custos de comercialização destes softwares também tendem a zero, pois não é necessário hordas de vendedores, mas simples downloads e  marketing viral (blogs e outros meios de disseminação de informação). A receita dos desenvolvedores dos softwares Open Source será obtida pelo seu uso (pay-as-you-use), típico do modleo SaaS. A imensa maioria das empresas não vai investir tempo e dinheiro modificando código, a não ser quando absolutamente necessário. Aliás, situação raríssima.

 Será muito mais pragmático e lucrativo para qualquer empresa pagar pelo uso de um sofware que esteja hospedado em uma nuvem computacional. Afinal, não queremos uma máquina de lavar e sim, a roupa lavada…

 Temos, portanto, um vasto campo para explorar o mercado da Cauda Longa no software. 

Então, isto tudo significa que  o mercado de software tradicional, baseado em licenças vai morrer? Na minha opinião, não! Pelo menos no horizonte visível…Acredito que conviveremos em um contexto onde os modelos de vendas de licença e software como serviços vão compartilhar os palcos por algum tempo ainda…

Anúncios

Uma resposta to “Cloud Computing e Open Source: pura sinergia!”

  1. Daniel Wander Says:

    Excelente visão e análise do Cloud Computing. Eu concordo com sua abordagem e visão.

    Eu entendo que a computação nas nuvens é o passo tecnológico que facilitará o acesso a tecnologia pelas massas; dado a redução constante dos custos de smartphones e aparelhos como o iPod Touch, além do avanço constante dos netbooks; tudo isso é infra-estrutura para a computação nas nuvens e facilitadores de acesso pela massa.

    O modelo freemium do Cloud Computing é o novo modelo econômico, o qual recebe uma profunda análise no livro Free, de Chris Anderson.

    Parabéns pelo post!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: