ITIL e Cloud Computing?

Outro dia, em uma animada discussão sobre Cloud Computing surgiu a questão: em tempos de cloud, modelos de gestão de TI como ITIL, ainda tem validade?
Os ambientes operacionais de TI tendem a cada dia a se tornarem mais complexos e diversificados. Novas aplicações, usando tecnologias de “dynamic programming languages” como PHP e Perl, mash-ups e mídias sociais são criadas muito facilmente. Muitas das aplicações nem dependem mais de desenvolvedores profissionais, tal a facilidade com que podem ser escritas. O resultado é que a demanda por mais e mais serviços de TI tende a aumentar exponencialmente. O modelo de cloud computing pode ajudar muito na luta contra esta pulverização de serviços. Mas…

Antes de mais nada vamos lembrar que Cloud Computing é o resultado prático de aplicação da fórmula virtualização + padronização + automação. Virtualização é o primeiro passo. A padronização permite criar templates de serviços que podem ser solicitados pelos usuários via um portal, e a automatização cria o ambiente self-service, dinâmico e elástico como proposto pela computação em nuvem.

Com o modelo de computação em nuvem o usuário não precisa ser um expert para requisitar um serviço, podendo fazer isso via um portal. Mas os serviços prestados pela nuvem precisam ser medidos e avaliados, de modo que seja possivel definir-se e monitorar-se os SLA (Service Level Agreements). É absolutamente necessário, para uma operação eficiente da empresa, que os serviços de TI (em nuvem ou on-premise) sejam gerenciados, em todo o seu ciclo de vida, passando-se pelos conhecidos processos de change management, incident management, performance management, etc.

A adoção do framework ITIL enfatiza a padronização de processos de TI, essenciais para implementar e monitorar o delivery dos serviços, sejam estes fornecidos pela próprio data center ou por uma nuvem pública. Na prática, na maioria das empresas veremos ambientes híbridos, com parte dos serviços sendo oferecidos por nuvens privadas, sejam estas operadas no próprio data center (ou hospedadas em data centers de terceiros) e parte por nuvens públicas.

Todos os benefícios esperados pelo uso de cloud (agilidade, flexibilidade e redução de custos) podem ser desperdiçados se os processos de gestão não estiverem adequados. Claro que a operação de uma IaaS em uma nuvem publica está a cargo do provedor, mas a gestão de quanto da infraestrutura usar (e quanto pagar) deve ser gerenciada pela empresa. Assinar uma nuvem publica é como a assinatura de uma linha de celular. Se não houver monitoramento de seu uso, podemos ser surpreendidos com uma conta milionária…Além disso, a padronização dos processos permite definir claramente de quem é a responsabilidade pelas operações na nuvem. O provedor de uma nuvem IaaS oferece a infraestrutura virtual, mas quem fica responsavel pelas operações de backup e restore? Quem fica responsável pela gestão de segurança e controle de acesso?

Outra variável da equação cloud computing é a automatização. Para termos um ambiente altamente automatizado e self-service, devemos ter processos bem definidos. Imaginem todo e qualquer funcionário da empresa podendo resquisitar um servidor virtual (nuvem píublica ou privada) para quaisquer atividades, até mesmo pessoais…Os serviços a serem oferecidos, quem deve ter acesso a eles e os limites para seu uso são parte do processo de gestão da nuvem.

A facilidade com que se obtém acesso a nuvens públicas, aumenta a prossibilidade de gestores das linhas de negócio contratarem diretamente serviços em nuvem (Iaas ou SaaS, por exemplo). O resultado do crescimento desordenado de serviços em nuvem pode levar a problemas de fragmentação de sistemas, falta de integração entre aplicações e é claro, ineficiência e aumento de custos.

Assim, as empresas que estão adotando cloud devem colocar a gestão de seu ambiente de TI (interno ou terceirizado) como pré-requisito. Frameworks como o ITIL colocam a empresa em um nivel de maturidade suficiente que as permita obter os beneficios da computação em nuvem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: