Validando provedores de IaaS

Nas últimas duas semanas estive envolvido em uns 3 ou 4 eventos sobre Cloud Computing. É um assunto que ainda gera muita discussão. É inevitável, pois cloud é uma revolução na maneira de se entregar e consumir TI. Se esta nova maneira de se ver TI fosse compreendida de imediato, não seria uma revolução.
Destes eventos, vou tirar uma pergunta que me foi feita e trabalhar em cima dela. A pergunta foi: “Como posso escolher um bom provedor de nuvem de infraestrutura, IaaS?”.

É um ponto interessante. Embora existam diversos provedores de IaaS, alguns nacionais e outros globais, à despeito das similaridades quando se olha os seus prospectos de marketing, eles não foram criados de forma igual e nos detalhes mostram-se totalmente diferentes entre si.

Cada provedor de IaaS foi desenhado e arquitetado para atender mercados de escalas e características diferentes. Assim, alguns se propõem a atender grandes empresas, altamente exigentes em termos de niveis de serviço e compliance à aspectos regulatórios, enquanto outros buscam atender empresas de pequeno porte, menos exigentes quanto a estes aspectos. Os seus data centers também são desenhados com esta escala em mente. Para atender a algumas centenas de clientes um data center terá características diferentes de outro que deverá suportar alguns milhões de clientes. Os objetivos de negócio também são diferentes, o que vai se refletir nos investimentos e capacidade financeira de cada provedor.

A escala do provedor tem um reflexo imediato na flexibilidade e nos preços oferecidos por ele ao mercado. O provedor deve previamente investir em uma determinada capacidade computacional, capacidade esta que será oferecida ao mercado. Ou seja, ele tem que fazer um investimento upfront para entrar no mercado. Se seus clientes tiverem um ticket médio muito pequeno, ele precisará de muito fôlego financeiro para subsidiar o negócio até que suas ofertas IaaS sejam lucrativas. Além disso, a sua escala também influencia o grau de elasticidade que ele poderá prover. Por exemplo, se seus clientes não variarem muito em termos de consumo computacional e estiverem próximo dos limites de utilização do seu data center, qualquer aumento de demanda necessitará de mais investimentos e a velocidade do atendimento será mais demorada. Nestes casos ele provavelmente nem poderá garantir que 100% dos recursos provisionados serão realmente alocados. Por outro lado, provedores com excesso de capacidade e clientes com variação de carga significativa, poderá oferecer preços diferenciados de acordo com a demanda.

Os data centers dos provedores também merecem uma atenção especial. Algumas empresas globais tem condições de criar vários data centers, com controles de segurança extremamente sofisticados. Outras, sem esta capacidade de investimento, poderão dispor de um data center mais vulnerável a ataques ou mesmo a situações de indisponibilidade.
Os servidores destes data centers também não são os mesmos. De maneira geral, um serviço de IaaS é baseado em servidores de base Intel ou AMD, com sistemas operacionais Linux e/ou Windows. Porque este assunto nos interessa? Ora, dependendo do processador, ele poderá ou não ter recursos de virtualização embutidos no hardware, o que melhora o desempenho dos servidores virtuais. Verifique também se os servidores e clusters que compõem o data center tem componentes redundantes, como “dual power supplies” ou “dual network interfaces cards” (NICs). O nivel de disponibilidade oferecido pelo provedor é afetado por estas características.

Outra tecnologia a ser observada é a de virtualização. De maneira geral encontramos hipervisores VMware, Xen, Hyper-V e KVM. Se você estiver preocupado com performance um estudo mais detalhado poderá mostrar qual hipervisor será mais adequado para o nivel de desempenho e disponibilidade esperado para suas aplicações. Dependendo da tecnologia de virtualização e da expertise do provedor voce poderá ter diferentes niveis de disponibilidade. O pior é a queda de um servidor físico derrubando todos os servidores virtuais que rodam nele. A partir daí, será interessante analisar como o provedor garantirá a disponibilidade: ele poderá automáticamente remover o servidor vitual de um servidor físico indisponivel para outro, sem afetar a operação dos usuários? E qual será o custo deste nivel de disponibilidade?

Como falamos em disponibilidade, devemos entrar no assunto disaster recovery. Se o data center ficar indisponivel, existe data center alternativo para continuar a operação do provedor? Em caso positivo, em quanto tempo o data center alternativo poderá começar a operar?

Outro ponto é o grau de automação e velocidade de atendimento do provedor à solicitações de provisionamento do usuário. Se o processo de provisionamento do provedor ainda demandar processos manuais, o atendimento poderá levar algumas horas. Já um provedor que ofereça recursos automáticos de provisionamento e interfaces self-service poderá atender as demandas em poucos minutos.

Um aspecto importante é o SLA (Service Level Agreement). Na seleção do provedor considere os niveis de serviço desejáveis e selecione apenas os que puderem, de forma comprovada, oferecerem tais acordos. Importante colocar nos contratos as penalidades pelo não cumprimento destes acordos. Considere que o nivel de serviço de uma aplicação hospedada em provedor de IaaS público passa pela rede, seja esta Internet (pelo qual nem sempre se tem controle) ou por uma rede privada, onde o acordo tem que ser fechado com o provedor da nuvem e o da rede. Nos acordos verifique se existe alguma cláusla referente a ataques DoS (Denial-of-service), pois existe a sempre presente possibilidade de um provedor de nuvem pública ser atacado por crackers. Afinal, ele concentra em seu data center centenas de empresas diferentes.

Então…qual o melhor provedor? Depende das necessidades de cada empresa. Algumas demandam um nivel de exigência que as limitará a selecionar um provedor de escala global. Outras, não demandam tais exigências e podem conviver com um provedor que não ofereça niveis muito elevados de disponibilidade e flexibilidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: